Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó

segunda-feira, 18 de julho de 2011

CENTRAL PARK




            O sol ainda não havia se levantado, foi até a estante, pegou um livro, sentou-se no sofá e começou  ler, as páginas eram viradas conforme o sol se deitava, conforme os dias passavam, de vez em quando colocava o livro sobre o sofá, levantava-se e ia até a cozinha, preparava um sanduiche, café, sentava-se à mesa, alimentava-se e voltava para a sala, que era decorada, com a estante onde ficavam seus livros, televisão (que quase nunca assistia)um som (que quase nunca ligava) e alguns discos (que nunca ouvia), um jogo de sofá, uma mesa de centro e mais nada, apenas a janela que tinha vista para o Central Park.  Foi até a janela, abriu, já era manhã e ficou olhando o Central Park, passeando os olhos pela bela paisagem verde, ouvindo os pássaros cantando nas árvores, abaixou o olhar e ficou olhando as pessoas caminharem, algumas correndo, outras sentadas nos bancos esperando as horas passarem e alguns carrinhos de bebês que ajudavam a pintar a bela paisagem, depois como que voltando a si, fechou a janela e voltou para o sofá, sentou-se e voltou a ler o livro.
              No Central Park em frente ao seu apartamento, a vida passava, ele até via a vida passar quando estava na janela, mas não imaginava que do outro lado do Central Park, ela, a moça que um dia não muito distante sentou-se no banco quase em frente ao seu no restaurante onde almoçava e ficou olhando, apenas olhando, sempre despercebida, ficava na sala de seu apartamento em frente ao Central Park lendo um livro, desde o nascer do sol e pensando quando iria realmente lhe ver, se um dia iria lhe conhecer, e assim os dias passavam, as páginas viravam e eles não se encontravam, nem mesmo no Central Park, no amanhecer.

17 comentários:

  1. O amor as vezes é assim, tantos desencontros...
    Um belo texto amigo. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Que chato!
    Podia terminar bem, "eles foram felizes para sempre", mas não houve o encontro...
    A vida nem sempre é o que esperamos e desejamos.
    Abraços da Mery.

    ResponderExcluir
  3. Arnoldo,


    Belíssimo, nos faz refletir quantas vezes esperamos "sentados", realizar nossos desejos, e ele bem ali sentado à porta como tropeço e desviamos o caminho...


    Um abraço, Marluce

    ResponderExcluir
  4. Desencontros acontece com frequencia!
    Otimo texto, amigo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Arnoldo, gostei desse texto e lembrei-me de uma frase que todos conhecem: "Nada acontece por acaso". Assim sendo, nada a comentar sobre o desfecho. Boa tarde e um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Arnoldo,
    Enqto lia, ainda tive esperança mas o desencontro se estabeleceu. Muito bom o texto. Bjkas com carinho!

    ResponderExcluir
  7. Meu querido amigo

    Um texto que nos prende atá à última linha...tudo acontece porque estás escrito, adorei e deixo o meu beijinho, agradecendo todo o carinho que me deixa.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  8. Quando a página virar e o sol nascer, em um momento qualquer, eles vão encontrar-se, mesmo que em sonhos, mesmo que em pensamentos.

    Linda história.
    beijos
    oa.s

    ResponderExcluir
  9. Passando pra deixar um abraço no teu coração,
    tenha um Feliz Dia do Amigo.

    Diante dos amigos somos nós mesmos,
    deixamos vir à tona nossos pensamentos a respeito das coisas da vida,
    nos mostramos como verdadeiramente somos.

    Há amigos que nos ensinam muito,
    nos fazem enxergar situações
    que às vezes não percebemos o seu real sentido,
    compartilham a sua experiência conosco,
    nos falam usando da verdade que buscamos encontrar.

    São eles também que nos chamam a razão,
    chamando a nossa atenção quando agimos de modo contraditório,
    que nos dizem coisas que não queremos ouvir aceitar, compreender.

    Ao longo de nossa vida muitos amigos passam por ela
    e nos deixam saudade, mas também deixam
    a recordação de tudo que foi vivido.

    É na amizade verdadeira que encontramos sinceridade,
    lealdade, afinidade, cumplicidade, simplicidade, fraternidade.
    Amigos são irmãos que a vida nos deu para caminhar conosco
    ao longo da nossa jornada espiritual, extrapolando os limites do tempo, continuando quando e onde Deus assim o permitir.

    Obrigado pela sua amizade!

    no http://valvesta.blogspot.com , homenagem ao amigo, nas suas bodas de ouro da poesia, confira.

    ResponderExcluir
  10. Arnoldo,
    Feliz Dia do Amigo!!!
    "Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.Amigo a gente sente!

    Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.Amigo a gente entende!(Machado de Assis)

    Bjkas com carinho!

    ResponderExcluir
  11. Ái Arnoldo, que belo, que lindo... Tão delicado e sensível. Obrigada por mais este. Obrigada por suas visitas, por suas palabras. Vc é um amigo muito querido, viu? Beijos mil! A.

    ResponderExcluir
  12. amizade
    É o raio de sol quando tudo é tempestade.
    Você sempre está lá quando eu chamo
    e se mostra feliz por poder ajudar.
    E toda vez que eu precisar
    "não há problema", você me dirá.
    Por isso, eu quero que você
    procure por mim quando precisar.
    E espero que eu seja o que você tem sido para mim,
    porque esse é o sentido da palavra "amizade".
    Confiança, carinho e compreensão sem fim.
    Agradeço a você por sua amizade tão especial,
    e por me fazer sentir que sou alguém
    com quem você se importa!
    Meu querido amigo vc é muito especial fico muito feliz por ter vc por perto de coração de desejo um lindo dia a cada amanhecer bj no teu coração lindoo fica com papai do céu amo estar aqui me desculpa demora em vir estou mudando colocando a vida em ordem mas sempre que puder estarei aqui bj bj!

    ResponderExcluir
  13. Nem sempre tudo sai comoqueremos,mais podemos lutar e ter um melhor de vitória reaias.

    Beijo e adoro o que vc escreve

    ResponderExcluir
  14. Feliz dia do amigo meu querido,atrazado mais vc mora em meu coração porque é eterna a tua lembrança e amizadejunto as minhas letras.


    Te amo amigo

    ResponderExcluir
  15. Um texto que me prendeu ate ao fim, lindo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Que pena amore que não houve um final feliz para eles, porém a vida é assim mesmo. Amei o teu texto, muito inteligente, parabéns.. Desejo um ótimo final de semana e espero lhe encontrar novamente no meu blog, obrigada pelas visitas, por motivos de doença, somente agora estou de volta.
    Um terno abraço.

    ResponderExcluir
  17. Amei. Quantos desencontros terão acontecido no belo Central Park.

    bjs

    ResponderExcluir