Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó

domingo, 26 de junho de 2011

DOMINGO DE SOL


Já passavam das onze da manhã
Desligou o som
Saiu no quintal
E respirou ar puro e o lindo sol
De domingo

Saiu para poder almoçar
Entrou no bar
Sentou-se à mesa
E pediu um PF

Feijão, arroz
E frango com batatas
Seria sua única refeição do dia
Sem ninguém
Para lhe acompanhar

20 comentários:

  1. beijos um domingo de paz e amor.beijoss

    ResponderExcluir
  2. Poema triste...tocou meu coração.

    Estar só não é o mesmo que solidão.
    Saber estar só é uma dádiva..solidão dói..
    falta algo..é um vazio, buraco no peito que precisa ser preenchito com auto confiança e fé!
    Um grande bj
    MA

    ResponderExcluir
  3. ser uma ótima companhia para si mesmo.. grande segredo de felicidade..
    beijos e lindo Domingo..

    ResponderExcluir
  4. Por vezes mais vale só.... No entanto quando a companhia é a desejada!
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. É nessa solidão que se guardam silencios e mágoas. Só, com o sol de Domingo.
    Um abraço poeta.
    Beijos
    oa.s

    ResponderExcluir
  6. Existencial. O tipo da poesia que mais gosto. Lindo, lindo, lindo.

    ResponderExcluir
  7. Triste isso, mas a realidade de muitos.
    Abração

    ResponderExcluir
  8. Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ti amoooo saudadesss bjbjbjbjbj no teu lindoo coração obrigadooo vc é muitoo especial pr mim !!! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Arnoldo
    Com certeza essa não é aquela solidão que se deseja por livre arbítrio. Triste, mesmo. E quantos não passam por isso! Bom lermos textos assim. Nos colocam frenrte a frente com uma realidade que pensamos que está distante, mas está bem aqui, ao nosso lado! Deu o seu recado com poucas palavras!!!!
    Bjkas com carinho!
    http://alemdasnuvens2011.blogspot.com
    http://amadeirado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Belo, parabéns. Tão cotidiano e tão tocante. O prato era quente, o dia era quente, é preciso algum calor para suportar o frio da solidão. Este poema remeteu-me ao poema "Dobrada à moda do Porto" do Fernando Pessoa (Álvaro de Campos)... Bjs! A.

    ResponderExcluir
  11. Mas nao se desfez o lindo domingo!!

    lindo poema...

    ResponderExcluir
  12. Está só meu querido nem sempre é bom,mais acredito que este tempo pode ser um aprendizardo para acertar na vida e fazer feliz as pessoas que o ou a rodearem.

    Um grande beijo e uma semana de paz e felicidades

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Que triste situação de solidão. Rs, como vai querido? Tem selinho de presente para você no meu blog, é com todo carinho que te oferto.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  14. Estive em seu todos os seus blog's e amei cada palavra dita por ti, mil bjus meu amigo

    Dá uma ajudinha ai
    http://chrisht2.blogspot.com/2011/06/desligo-o-telefone-pra-nao-ver-quem-me.html

    ResponderExcluir
  15. Sempre bem inspirado, mesmo tristemente...

    bj

    ResponderExcluir
  16. Existe quem come as batatas sozinho sem que qualquer pessoa veja. Entre quatro paredes...
    Mas existem aquele que efrenta a solidao e corre o risco de encontrar alguem com quem podera dividir as batatas para sempre...

    Bjs
    Chris

    PS
    Obrigada pelo carinho la no meu cantinho...

    (desculpe-me, hj o meu note esta de brincadeira comigo, fazendo com que eu escreva tudo sem acento...)

    ResponderExcluir
  17. Alguém já disse que escreves muito bem, eu assino embaixo...
    Jeito simples e bonito,esse poema tão verdadeiro e lindo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Feijão com arroz é tudo de bom, quero degustar mais poemas teus... Estou aguardando.


    Beijocas

    ResponderExcluir
  19. Já pegou o teu selinho no meu blog?

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Até me deu vontade comer um PF...rs
    Mas tem que ser acompanhada..rs

    abraços

    Nina

    ResponderExcluir