Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó

sábado, 24 de abril de 2010

FLORES DO MEU JARDIM



FLORES DO MEU JARDIM

Sinto sua pele no meu rosto
Como a flor que acaricia o vento
No sonho da minha esperança

Quero sorrir pra você
Saborear o pólen da sua vida
Que alimenta meus sonhos de infância

Beijarei seus lábios
Pequenos e doces
Que enfeitam as flores do meu jardim

Amarei seu corpo perfumado
Pela essência que nasceu
Na pureza do seu coração

Serei alma exprimida
Até você se entregar
Até você me amar

3 comentários:

  1. Tão doce, tão sensual...
    Lindo!!

    Bjs de boa noite!

    Mila

    ResponderExcluir
  2. Sim, doce e suave...Lindo em todos os versos!


    Beijos, poeta!

    ResponderExcluir